Subtenente Moreira"
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
 
15.01.2011
PREVENÇÃO
 
 

Já foi dito aqui e em outras ocasiões que a prevenção é a melhor arma contra os furtos e roubos. A prevenção pode ser praticada de varias formas e deve ser uma constante em nossas vidas. Por mais que se pense que tudo está tranqüilo, nunca deixe de praticar as técnicas de prevenção, pois o bandido não avisa pra ninguém que vai visitar sua loja para cometer um roubo.

 

Recentemente, uma loja no centro de Patrocínio foi alvo de ação de bandidos que aproveitaram da distração de funcionários e adentraram-na ao termino de expediente e roubaram pertences dos funcionários e dinheiro da loja, trancando todas as pessoas em um deposito e evadindo como se nada tivesse acontecido.

Felizmente, ninguém saiu ferido ou morto, mas, todos vão carregar para sempre, o trauma psicológico que sofreram durante aquela ação criminosa.

 

De nada adianta ter uma viatura policial em cada esquina, se as pessoas não praticarem a prevenção diuturnamente..Os funcionários precisam manter o contato visual com todas as pessoas que adentram à loja e mais ainda com as pessoas que ficam paradas próximo das portas, principalmente  nos horários de inicio e encerramento de expediente.

 

Pessoas desconhecidas em atitude suspeita, trajando roupas largas ou com a blusa por fora da calça, podem estar portando uma arma de fogo. Outra situação que levanta suspeita é o uso de motocicletas, principalmente quando está ocupada por duas pessoas, estacionando próximo da loja, onde apenas um deles desce e não retira o capacete enquanto o outro aguarda em cima da motocicleta. Em horário de almoço, quando o numero de funcionários, normalmente é reduzido, também é propicio para o ataque e pratica de ação criminosa.

 

Sabemos que hoje, os delitos, (principalmente  os contra o patrimônio ), como: furtos, roubos, arrombamento, etc., considerados de pequena monta, são praticados quase sempre por pessoas dependentes de drogas e estes delinqüentes, no momento da síndrome da abstinência, são capazes de fazer qualquer coisa para conseguir o dinheiro par adquirir a droga, principalmente os dependentes de crack.

 

Portanto, além da atenção voltada para as pessoas, é preciso investir em outros meios  de prevenção e segurança, como a instalação de câmeras em pontos estratégicos dentro e fora do estabelecimento, sinalizadores que avisam quando da passagem de pessoas pela porta, seleção criteriosa ao contratar funcionários, troca das fechaduras quando estiver demitindo funcionários suspeitos, instalação de alarmes conjugados com outros estabelecimento visinhos, fazer seguro contra furto/roubo, nunca deixar dinheiro acumulado no caixa, não levar grande quantidade de dinheiro para deposito, dando preferência para fazê-lo varias vezes ao dia ou sob escolta.

 

Caso tudo isto falhar, nunca reagir, pois o bandido estando sob efeito de droga ou querendo o dinheiro a qualquer jeito, e ainda tendo a sensação de que fora reconhecido ou identificado, poderá agir de forma violenta e fazer uso de arma, tirando-lhe o bem mais precioso, a sua vida.