projeto monitora logoO Conselho Comunitário de Segurança Preventiva de Patrocínio (CCSPP), preocupado em melhorar a segurança para os cidadãos patrocinenses, tem trabalhado pesado em ações para atingir esse objetivo. O grande projeto do Conselho está finalmente sendo colocado em prática: o videomonitoramento, chamado de PROJETO MONITORA.

O projeto garante que as pessoas consigam instalar câmeras próximas às suas residências ou comércio e compartilhem as imagens com a Polícia Militar, com a Polícia Civil, Bombeiros Militar ou com um grupo de moradores próximos.

As imagens das câmeras podem ser acessadas via internet de qualquer lugar pelo computador ou pelo celular e os usuários do grupo possuem um chat exclusivo para trocarem informações. Há também um botão de pânico que avisa aos demais usuários do grupo e vizinhos em caso de emergência e o armazenamento das imagens é na nuvem por até 7 (sete) dias.

A Polícia Militar terá na sua Sala de Operações em Patrocínio um telão de onde poderá acessar todas as câmeras se necessário para conseguir esclarecer crimes ou mesmo tentar prender criminosos em flagrante.

Com esse modelo o CCSPP espera que a cobertura de vídeo monitoramento na Cidade alcance 400 câmeras em funcionamento na Cidade de Patrocínio no período de 2 anos.

BAIXO CUSTO

O diferencial desse modelo de sistema é que o custo é bem mais baixo. O preço baixo e essa liberdade para que as pessoas se organizem e ajam para melhorar a segurança do local onde vivem e trabalham é que garante o crescimento do sistema muito mais rapidamente. O valor é muito acessível: R$ 49,90 ao mês, sendo necessário formar um grupo de cinco vizinhos para colocar uma câmera.

Segundo o Capitão Herbert da Polícia Militar em Patos de Minas, a Polícia Militar está trabalhando com empresas do setor na construção de um botão de pânico integrado às câmeras que, quando apertado, irá mostrar a câmera próxima em tempo real na Sala de operações da Polícia Militar garantindo que seja possível ver a cena de um crime e as câmeras próximas de forma imediata. Essa melhoria no sistema já está em fase de execução e tem previsão de que os primeiros testes com o botão de pânico sejam feitos até o mês setembro, demonstrando que o sistema é capaz de acompanhar a evolução da tecnologia e estará em constante evolução.

A Polícia Militar já confirmou que pretende expandir o projeto para Patos de Minas e, depois, para todo Alto Paranaíba.

Para demonstrar o sistema em funcionamento, o CCSPP de Patrocínio instalou câmeras no Parque de Exposições da Cidade durante a Expopatrô e, apenas nesse período, deixará as câmeras públicas na internet para que qualquer pessoa consiga vê-las. Para ver as câmeras funcionando, basta acessar a página monitora.ccspp.org.br.

O presidente do Conselho de Segurança Valdir Neves destaca que essa plataforma adquirida e gerenciada diretamente pelo Conselho de Segurança permite acompanhar toda a evolução da tecnologia mundial nesse seguimento por permitir constantes atualizações, como é o caso do novo botão de pânico que vem por ai. Essa importante característica diminui consideravelmente a possibilidade do sistema se tornar obsoleto com poucos anos de uso como se observa com algumas outras opções que só comportam atualização se novos investimento em equipamentos forem feitos.

Valdir Neves também informou que a partir do dia 09/07/2018 as câmeras já começam a ser instaladas. Disse que o início se dará pelas principais entradas e saídas de Patrocínio com o objetivo de implantar o mais rápido possível o cerco eletrônico da cidade, já que as câmeras que serão usadas para isso, além de filmar e fotografar os veículos, farão a leitura das placas e, automaticamente, os dados serão cruzados com o banco de dados oficial de modo que se um veículo com restrição passar pelas barreiras o sistema emitirá um alerta que possibilitará uma melhor ação de todas as polícias.

Mais informações ligue (34) 3831-6264

Abaixo, mais detalhes:

Folder Monitora-1 oook 1080

Folder Monitora-2 oook 1080

 

Últimas Notícias